11 3284-2111
Direito Civil Publicado em 25 de agosto de 2020

A BASE DE CÁLCULO DO ITBI DE IMÓVEL ARREMATADO É O VALOR ALCANÇADO NO LEILÃO

A BASE DE CÁLCULO DO ITBI DE IMÓVEL ARREMATADO É O VALOR ALCANÇADO NO LEILÃO

 

Na arrematação (aquisição de um bem alienado judicialmente) de um imóvel, considera-se como base de cálculo do Imposto sobre Transmissão de Bens Imóveis (ITBI) aquele alcançado no leilão público. O entendimento é da Primeira Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ao julgar recurso interposto pela município contra decisão do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP).

No caso, o TJSP reconheceu que a base de cálculo do ITBI corresponde ao valor de arrematação do bem, e não o valor venal – Fato gerador que nasce com o registro do titulo translativo da propriedade. No caso, cuida-se de arrematação judicial efetuada por R$ 164 mil. O arrematante tem responsabilidade tributária pessoal relativamente a esse tributo, que tem por fato gerador a transmissão da propriedade ou do domínio útil de bens imóveis e de direitos a eles relativos.

No STJ, o relator do recurso, ministro Sérgio Kukina destacou o entendimento, já firmado pela Corte, de que, nesse caso, a base de cálculo do ITBI deve ser a do valor alcançado em leilão. Tendo em vista que a arrematação corresponde à aquisição do bem vendido judicialmente é de se considerar como valor venal do imóvel aquele atingido em hasta pública. Este, portanto, é o que deve servir de base de cálculo do ITBI, afirmou o Ministro.
Fonte: STJ. Processo: AREsp nº 1143232/SP

 

 

Eduardo Martim do Nascimento /  Advogado na MORAD ADVOCACIA EMPRESARIAL

 

Morad Advocacia Empresarial

Rua Maestro Cardim, 407, 11ª andar

Paraíso – São Paulo – SP CEP: 01323-000

Tels. 55 11 – 3284-2111

site: www.morad.com.br

Morad Advocacia Empresarial atua em consonância com a legislação brasileira e internacional, repudiando ocorrências e atos de corrupção e de qualquer outra forma de proveito ilegal, não mantendo em hipótese alguma ligações espúrias com  funcionalismo de qualquer setor da Administração Pública.

Morad Business Law operates in accordance with Brazilian and international law. We reject the occurrence of corruption acts and any other form of illegal advantage, keeping no connection with servants in any sector of Public Aministration.

Entre em contato conosco teremos muito prazer em atendê-lo.

 Acesse Nossa Página no Facebook 

Gostou dessa postagem? Acesse a postagem anterior sobre

 “STJ ACOLHE AÇÃO DE PRESTAÇÃO DE CONTAS PARA FISCALIZAR VALORES RECEBIDOS À TÍTULO DE PENSÃO ALIMENTÍCIA”